Previsão do Tempo

RUSSAS

23ºC

COLUNISTAS / HIDER ALBUQUERQUE

1º BPM – Batalhão de Polícia Militar

Óticas Diniz

Hider Albuquerque

18/04/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

A primeira formação de Força Armada do município de Russas, assim como dos demais municípios jaguaribanos, se deu a partir da elevação a condição de Vila. Isso, oficialmente, porque podemos imaginar que diante de tantos relatos dos “Brancos do Jaguaribe”, não tenha havido organizações armadas e comandadas por um conjunto de coronéis/fazendeiros da Ribeira do Jaguaribe.

 

No entanto, oficialmente, somente a partir da criação do corpo administrativo da Vila é que foi criado o cargo eletivo do “Capitão de Armas”, responsável por comandar um efetivo de homens armados, a maioria voluntários, para cumprimento de mandatos de prisão, segurança da Vila etc. Certamente, essa “polícia” local era utilizada para fins pessoais e interesses de grupos políticos ou famílias adversárias.

 

Já no início da 2ª República, instaurando o Estado Novo no Brasil, Getúlio Vargas incentivou as forças militares dos estados. Com isso, no período em que foi Secretário de Segurança Pública o Cel. Cordeiro Neto e por ocasião da compra do terreno para a construção do Patronato Coração Imaculado de Maria, uma das cláusulas exigidas era a de que fosse reservada uma parte do terreno para a construção do Quartel da Força Pública.

 

O prédio do Quartel foi iniciado no dia 10 de agosto de 1936 e inaugurado em 10 de janeiro de 1937.[1] O encarregado da construção foi o Capitão Ózimo Alencar. As obras orçadas inicialmente em 186:616$000 (cento e oitenta e seis milhões, seiscentos e dezesseis mil réis), tiveram seus custos reduzidos em mais da metade, em aproximadamente 75:000$000 (setenta e cinco milhões de réis), em função da utilização da mão-de-obra de presos correcionais.

 

A unidade recebeu o título de “Quartel da 1ª Companhia do 23º Batalhão de Caçadores de São Bernardo das Russas”, e teve como primeiro Comandante o Capitão Raimundo Ferreira do Nascimento, auxiliado pelos Tenentes José Antônio e Oscar Borges Guilherme, e sendo guarnecida por 130 Praças, para uma população, à época, de 24.338 habitantes. Proporcionalmente, hoje esse número é muito superior ao efetivo existente. Pela Lei Estadual nº. 63 de 1º de abril de 1940, que dividiu a Força Policial do Estado do Ceará, Russas passou a compor a Segunda Região Militar, sendo Fortaleza a primeira.

 



[1] Informações gentilmente cedidas pela Assessoria de Comunicação do 1º Batalhão de Polícia Militar de Russas.

Hider Albuquerque

Professor especialista em ensino de História; Historiador Pesquisador; Escritor; membro da diretoria da Academia Russana de Cultura e Arte (ARCA); Compositor e ligado ao movimento Cultural de Russas Fez parte do Grupo Teatral Arco-Iris; membro fundador da OFICARTE Teatro e Cia; Professor na EEM - Escola Manuel Matoso Filho; Blogueiro.

Hider Albuquerque

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados