Previsão do Tempo

RUSSAS

23ºC

NOTÍCIAS / POLÍTICA

Após acusar o presidente de armação, vereadores deixam o plenário em Russas

Óticas Diniz

TV Jaguar

08/11/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia
Foto: TV Jaguar
Foto: TV Jaguar

Novamente a bancada de vereadores que fazem oposição à gestão municipal do prefeito weber Araújo em Russas, mostrou quem dar as cartas do jogo político no parlamento municipal, e que sabe jogar conforme as regras do jogo e uma vez perdido, a bancada tira de sena seu time e prepara a equipe para contra-atacar no jogo seguinte, ou seja, na sessão posterior.

Na queda de braço entra a gestão municipal de Russas e a banca de vereadores que fazem a gestão, formada por 8 dos 15 parlamentares, está a cada dia mais acirrada. Nessa sexta-feira 7, mais uma vez discordando da mesa diretora, os 8 vereadores que compõem a bancada de oposição, levantaram das cadeiras e se retiraram do plenário fazendo a sessão parar por falta de coro para o andamento dos trabalhos.

Contando do início, tudo corria bem até o vereador secretário fazer a leitura dos vetos do executivo municipal as emendas ao orçamento feito pela bancada de maioria (oposição) alegando inconstitucionalidade e outros fins. As emendas garantiam subvenção financeira as entidades de caridade como: Lar Santa Clara de Assis, APAE e Lar Bom Samaritano. Nessa ocasião, chateado porque o prefeito Weber não cumpriu o acordo firmado com ele e sua bancada na presença do presidente, o vereador Jorge Rodrigues da Silva deixou o plenário, afirmando que não se sentia bem por ter sido mais uma vez enganado pelo prefeito Weber.

Na sequência o vereador presidente usando da esperteza e do elemento surpresa, anunciou ao plenário que tinha sido orientado pelo TCM (Tribunal de Contas da União) para colocar em votação as contas do ex-prefeito Raimundo Cordeiro referente ao ano de 2008, e que o faria na ordem do dia da mesma sessão, como foi orientado pelo tribunal.

Essa ação, que pegou de surpresa os vereadores de oposição, foi um choque para todos, uma vez que segundo o relatório do TCM, as contas tinham que ser votadas em 60 dias, prazo estourado desde 4 de novembro. Irritados com o que eles chamaram de armação do presidente, os últimos sete vereadores de oposição deixaram o plenário, causando assim o encerramento da sessão por falta de coro suficiente para dar continuidade aos trabalhos. 

Formado tumultuo e já fora da Câmara, o vereador João Paulo Moreira voltou acompanhado de policiais do Ronda do Quarteirão, solicitando que levassem até a delegacia a assessora de comunicação da prefeitura de Russas, que desacatou a ele e seus colegas vereadores, chamando a todos de bandidos e marginais. A assessora saiu para prestar esclarecimento na Delegacia de Polícia, acompanhada do advogado da Câmara.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados