Previsão do Tempo

RUSSAS

30ºC

NOTÍCIAS / CEARÁ

Sindicato dos Médicos do Ceará recomenda paralisar

Óticas Diniz

Diário do Nordeste

08/10/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia
Ontem, começou a segunda etapa do Programa Mais Médicos no Ceará, com 300 cubanos (Foto: Kleber Gonçalves)
Ontem, começou a segunda etapa do Programa Mais Médicos no Ceará, com 300 cubanos (Foto: Kleber Gonçalves)

O Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec) está recomendando que os profissionais do Estado interrompam as atividades, hoje, entre as 15h e as 16h. O ato faz parte do dia nacional de protesto contra o programa Mais Médicos, convocado pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), com apoio de sindicatos estaduais de todo o País. As informações são da Redação Web do Diário do Nordeste.

Entretanto, diz o presidente do Simec, José Maria Pontes, independentemente do horário da paralisação, "o importante é tirar uma hora do dia para conversar com os pacientes sobre as dificuldades das condições de trabalho da categoria, sem prejuízo no atendimento". A recomendação vale para médicos dos setores público e privado.

Estão previstas paralisações parciais do atendimento em vários estados, além de marchas e protestos nas ruas. A mobilização ocorre no mesmo dia em que a Medida Provisória (MP) do programa Mais Médicos entra na pauta de votação da Câmara dos Deputados.

Protesto

De acordo com José Maria Pontes, a intenção é "fazer um protesto de maneira responsável", disse. O presidente do Simec afirmou ainda que o governo federal está colocando a opinião pública contra os médicos, e os protestos são uma forma de reverter a situação. "Vamos procurar ganhar a população".

Com relação à votação da MP do programa, Pontes admitiu que a aprovação é certa. Contudo, os sindicatos continuarão lutando contra o "Mais Médicos". "Eles ganharam a batalha, mas não a guerra", disse.

Enquanto isso, ontem pela manhã, começou a segunda etapa do Programa Mais Médicos no Ceará, na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), no bairro Meireles. A aula inaugural para os 300 médicos cubanos teve a participação do secretário de Saúde do Ceará, Ciro Gomes, e do secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro.

A segunda etapa do programa federal terá duração de 21 dias, e os médicos com diplomas no exterior assistirão aulas teóricas sobre saúde pública brasileira e Língua Portuguesa.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados