Previsão do Tempo

RUSSAS

31ºC

NOTÍCIAS / POLÍTICA

Empurrões e xingamentos registrados na saída dos vereadores da câmara de Russas

Óticas Diniz

Arnaldo Freitas/TV Jaguar

31/08/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Na noite de quinta feira 29, a sessão da Câmara Municipal de Russas contou com uma estrutura externa de som e telão instalados em frente ao prédio, para retransmitir em tempo real os pronunciamentos e a votação dos projetos que tramitavam na casa, em especial o de doação do terreno por parte da prefeitura municipal, para a construção de uma escola estadual de formação profissional padrão MEC.

 

A sessão ordinária transcorreu normalmente, tendo inclusive aprovado por unanimidade os requerimentos da bancada de oposição, solicitando do presidente Haroldo Torquato, que fosse posto em votação a ação interna contra atos do presidente, e que não levasse para ordem do dia, o projeto de doação de terreno para a construção da escola profissionalizante, pois não sendo acompanhado do projeto que trata do IFCE o mesmo não seria aprovado.

 

No pequeno expediente usaram a palavra os vereadores João Paulo Moreira e Paulo Roberto Mendonça de Santiago. Paulo frisou que é de fundamental importância para Russas a instalação da escola profissionalizante, assim como o campus da UFC. Plagiando o adágio popular que diz que enquanto mais cabras mais cabritos, Paulo ressaltou também, que é importante a chegada do IFCE em Russas. E como no sábado o reitor do campi de Fortaleza virá conhecer as instalações da escola da CENEC, querendo o prefeito, os dois projetos podem ser aprovados na próxima sessão.

 

Detalhe: No telão montado ao lado do prédio da câmara, a imagem, durante o pronunciamento dos vereadores da base aliada do Prefeito, era retransmitido e acompanhado pela multidão na praça, mas quando a palavra estava com os vereadores da bancada de oposição ao prefeito municipal Weber Araújo, para fazerem suas reclamações e justificativas os organizadores da manifestação empunhavam o microfone e disparavam palavras de protesto e repudio contra o parlamentar, de forma que ninguém na praça ouviu corretamente os pronunciamentos dos vereadores de oposição.

 

Na ordem do dia o presidente colocou em votação a ementa supressiva do projeto que cria o fundo municipal de habitação popular de interesse social, sendo o mesmo aprovado por unanimidade dos vereadores. Já o projeto do executivo pedido autorização para contrair empréstimo no valor de dois milhões de reais, para adquirir máquinas para o município, foi reprovado por oito votos contrários, dos vereadores da bancada de oposição.

 

Conforme solicitado em requerimento e aprovado por todos os vereadores, o projeto de doação de terreno para a escola profissionalizante ficou para ser votado na sessão do dia 5 de setembro, que pode ser juntado ao do projeto de subvenção do lar Santa Clara e o polemico projeto que consente a instalação de um núcleo do IFCE na cidade de Russas.

 

Ao final da sessão, na saída dos vereadores, parte da população que estava na praça, tomou a frente do parlamento municipal, chegando a agredir verbalmente e com empurrões os primeiros vereadores de oposição que deixam a câmara. Percebendo o agito da população, os demais Edis que se encontravam no interior do prédio só saíram com a ajuda da guarda municipal, que formou um cordão de isolamento.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados