Previsão do Tempo

RUSSAS

24ºC

NOTÍCIAS / LIFESTYLE

Nanotecnologia: parceria entre o Ceará e RN resulta em tratamento inédito de reposição hormonal

Óticas Diniz

Tribuna do Ceará

30/07/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Marco faz parte da equipe que alcançou o método da aplicação de nanopartículas de hormônios nos tratamentos de reposição (FOTO: Reprodução/Facebook)

 

Uma pesquisa feita em parceria entre o Ceará e o Rio Grande do Norte resultou em um método inédito de reposição hormonal para homens e mulheres. No lugar de injeções ou comprimidos, os pacientes podem receber hormônios por meio de uma pomada aplicada periodicamente sobre a pele. A vantagem, segundo a pesquisa, é que dessa forma as moléculas de hormônio tem efeito mais eficaz e mais prolongado no organismo humano.

Esse é mais um avanço alcançado por meio dos estudos que envolvem a nanotecnologia – um campo de pesquisa cuja descoberta, para a ciência, é comparável à invenção da roda e do fogo. “Eu nunca pensei que um dia minha televisão seria tão fina quanto uma caneta, como agora tenho em casa”, diz o professor Marco Antônio Botelho Soares, do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE), citando uma das maravilhas que a aplicação da nanotecnologia possibilitou no cotidiano das pessoas.

Marco faz parte da equipe que alcançou o método da aplicação de nanopartículas de hormônios nos tratamentos de reposição. Segundo ele, os hormônios aplicados por meio injeções ou ingeridos em comprimidos são compostos de moléculas consideradas grandes. “Se você coloca uma pedra de gelo em um copo com suco, vai demorar um tempo para que o líquido fique gelado. Mas se você quebra a pedra de gelo e tem inúmeros pedaços pequenos, o suco vai gelar muito mais rápido, porque a superfície de contato entre o gelo e o líquido é muito maior”, explica o especialista.

Nanotecnologia na Medicina

No caso da nanotecnologia aplicada ao campo da medicina, a lógica é a mesma. “O inédito nessa pesquisa é que, por causa do uso das nanomoléculas, podemos fazer com que os hormônios penetrem no organismo por meio de pomadas, afinal, ninguém gosta de tomar injeções”, diz o professor. Segundo ele, as nanopartículas de hormônios estão contidas na substância que recebeu o nome de Biolipídios B2, fabricada pelo laboratório Evidence, sediado em Fortaleza. A substância é comercializada nas versões “Testoterona” e “Progesterona”.

O conceito de nanotecnologia se tornou popular durante os anos de 1980, cerca de vinte anos depois de um cientista norte-americano ter apresentado suas ideias sobre o assunto – mas sem usar o termo “nanotecnologia”. Os avanços tecnológicos resultados desse ramo da ciência está presente dos smartphones – que armazenam dados em nanocompartimentos – aos aparelhos de ar-condicionado, que usam nanopartículas de prata para filtrar o ar que respiramos no escritório do trabalho, por exemplo. Segundo Marco, no campo das ciências médicas, também existem pesquisas de nanotecnologia desenvolvidas para o tratamento de aftas, de acne e de herpes.

Reposição hormonal

O trabalho acadêmico intitulado “Nanotecnologia em Terapia de Reposição Hormonal”, publicada em 2012, é o resultado da pesquisa de doutorado de Dinalva Queiroz, professora do Mestrado de Biotecnologia da Universidade Potiguar (Rio Grande do Norte), e foi conduzida sob orientação do professor do IFCE, Marco Botelho. O trabalho teve início em 2003 e foi concluído em 2008, mas foi publicado somente no ano passado, no Jornal Latinoamericano de Farmácia (Latin American Journal of Pharmacy).

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados