Previsão do Tempo

RUSSAS

25ºC

NOTÍCIAS / CEARÁ

Russos estão interessados em fazer estaleiro no Ceará

Óticas Diniz

Diário do Nordeste

23/07/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Um grupo russo especializado em indústria naval está interessado em investir na construção de um estaleiro de grande porte no Ceará, em um projeto estimado em R$ 300 milhões. Os empresários planejam localizar o empreendimento no município de Camocim, e já se reuniram com o presidente da Transpetro, Sérgio Machado, para apresentar seu interesse. Na segunda quinzena de agosto, o grupo deverá assinar um memorando de entendimentos com a Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece), em São Petesburgo, na Rússia.

A interessada é a empresa JSC Shipbulding & Shiprepair Technology Center (SSTC), que tem experiência na indústria naval por meio da construção de navios de grande porte e submarinos, além de reparação de embarcações. A companhia tem relações comerciais e de pesquisa com mais de 30 países no mundo e já havia iniciado, em 2011, conversações com o Estado de Pernambuco e o Porto de Suape para parcerias nas áreas, mas as negociações não avançaram.

Alinhada ao perfil do CE

O encontro com Machado, ocorrido há duas semanas, na sede da Transpetro, no Rio de Janeiro, foi mediado pelo deputado estadual Sérgio Aguiar, que também esteve presente, juntamente com a prefeita do Município, Mônica Aguiar.

De acordo com o deputado, a empresa ficou de elaborar e entregar à Transpetro uma carta de investimentos. "A estatal verá se a carta da empresa se encaixa com o que a Transpetro pensa para o Ceará", afirma Aguiar.

A empresa cearense de consultoria Pentagonal, através de sua filial em Berlim, captou o contato com o grupo russo. Os empresários foram levados ao deputado, que recebeu a autorização do governador Cid Gomes para iniciar as tratativas dos investidores com a Transpetro.

Trâmite

De acordo com o diretor executivo da Pentagonal, Aécio Gonçalves, o grupo já enviou uma série de documentos, comprovando seu interesse no investimento, mesmo após as negociações com Pernambuco não terem avançado. Em carta enviada à Pentagonal, o diretor geral da companhia, Alexander Aleshkin, afirma: "eu confirmo disposição e interesse da JSC SSTC em retomar cooperação com representantes de estruturas estatais e empresas comerciais do Brasil em todas as áreas relacionadas ao perfil de atividade da JSC SSTC nas quais o lado brasileiro estiver interessado".

A consultoria enviará representantes, juntamente com os da Adece, para a visita à empresa e assinatura do memorando.

Após análise dos documentos e da carta de investimentos, a Transpetro avaliará se a empresa é idônea e se possui capacidade para empreender o projeto. Para investir nele, entretanto, a JSC SSTC deverá passar por um processo licitatório para o fornecimento de embarcações petroleiras à estatal. De acordo com o deputado, o investimento na construção do navio petroleiro gira em torno de R$ 2 bilhões.

Foco em Camocim

O município de Camocim é um dos quatro pontos da costa cearense apontados por estudo da Transpetro como viáveis para a instalação de um estaleiro de grande porte. O investimento de R$ 300 milhões no empreendimento inclui os gastos com a preparação da infraestrutura na área que antes abrigava uma salina. Será preciso construir um canal de acesso até o mar, além de fornecimento de água e energia para o local.

O deputado informa que o município também está em busca de contato com outros investidores como plano reserva. "No caso de não conseguirmos um estaleiro de grande porte, poderíamos abrigar um estaleiro de reparos. Hoje, a reparação de embarcações brasileiras ocorre na China, e poderíamos trazer isso para cá", justifica.

Histórico

A captação de um estaleiro é uma das grandes buscas que o governo do Estado vem empreendendo desde a tentativa fracassada de instalar um empreendimento do tipo em Fortaleza. Na viagem realizada neste mês pelo presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Cede), Alexandre Pereira, à Coreia do Sul, estava prevista uma visita a um estaleiro. Não há, contudo, informações se foi estreitado algum laço com possíveis investidores daquele país asiático nessa área.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados