Previsão do Tempo

RUSSAS

33ºC

NOTÍCIAS / BRASIL

Ronaldo rebate críticas por vídeo polêmico sobre Copa

Óticas Diniz

Agência Estado

20/06/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Ex-jogador e membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ronaldo veio a público nesta quarta-feira, por meio de sua página no Twitter, para rebater críticas que vem recebendo por causa da divulgação de um vídeo antigo, no qual aparece defendendo a aplicação de investimentos para realização do Mundial no Brasil.

No vídeo em questão, de 2011, o ex-atacante questionou a divisão dos recursos direcionados para a organização da competição, chegou a dizer em certo momento que "Não se faz Copa do Mundo com hospital" e defendeu a construção dos estádios que serão palco do importante torneio que será realizado no País no próximo ano. "Está sendo gasto também muito dinheiro com saúde, segurança, mas a gente vai receber Copa do Mundo e sem estádio não faz Copa do Mundo, meu amigo", disse o ex-atleta, há três anos.

Ao falar agora sobre o vídeo, resgatado por meio de redes sociais em meio ao grande número de manifestações que estão acontecendo no Brasil, muitas delas criticando os gastos públicos com a Copa do Mundo, Ronaldo disse que o mesmo foi usado de forma "muito tendenciosa" na versão que foi propagada na internet.

"Um pessoal postou um vídeo editado com declarações minhas sobre a Copa de dois anos atrás. Posso de fato não ter me expressado tão bem e a edição que eu vi na internet é bastante tendenciosa. Era outro contexto. Não é justo usar como se fosse dito essa semana", escreveu Ronaldo por meio de sua página no Twitter.

Em seguida, Ronaldo fez questão de esclarecer que é a favor das manifestações públicas e que é contra a corrupção. "A Copa é uma incrível oportunidade para o Brasil. Chance de atrair atenção, investimento, turismo e mais mil coisas. Mas isso não obriga a deixar de investir em questões sociais prioritárias como saúde, educação, transporte, segurança e etc. Afinal, não temos Copa do Mundo desde 1950 e não foi por isso que atingimos excelência em nenhuma dessas causas. São 63 anos sem a Copa e não se viu bilhões destinados às questões sociais", reclamou.

O Fenômeno ainda foi além ao questionar qual seria a situação atual do Brasil se não tivesse sido eleito pela Fifa como a sede da Copa de 2014. "Duvido que nosso País estaria uma vírgula melhor se não tivesse (sido) escolhido (para) fazer o Mundial", acredita.

Ronaldo também enfatizou que não tem responsabilidade sobre a forma como os recursos estão sendo destinados pelo governo para a realização do Mundial, e disse esperar que as manifestações públicas continuem a acontecer no Brasil. "Não sou responsável pela administração do dinheiro público e repudio a corrupção. Tenho sentido orgulho de ver os protestos pacíficos e democráticos pelo País, espero que se espalhem cobrando, todos os anos, a melhor gestão do gasto público", finalizou.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados