Previsão do Tempo

RUSSAS

26ºC

NOTÍCIAS / CEARÁ

Ceará recebe investimentos de R$ 143 milhões em energia solar

Óticas Diniz

Daniel Herculano/TC

07/05/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

O sol é personagem do dia a dia do cearense. Já foi vaiado pela população quando nasceu, em 1942, na Praça do Ferreira, numa história contada e recontada todo ano. Para os turistas, o Ceará é terra do sol. Já para os cearenses, diariamente, o sol castiga na quentura.

 

Mas, três iniciativas privadas no Ceará podem se valer da força do sol para proporcionar algo mais que o calor: energia limpa e renovável, além de gerar emprego e renda, novas oportunidades e mais investimentos ao estado. Até 2015, o nosso estado deve receber investimentos num total de R$ 143 milhões, com a instalação de uma empresa de placas utilizados para captação de energia solar, em Horizonte, e o maior parque de energia solar, com uma usina solar comercial, em Tauá, e outra em Russas.

 

Fies

O governo do Ceará criou, em 2009, o Fundo de Incentivo à Energia Solar (Fies), para atrair investimentos no setor para subsidiar os preços e incentivar a adoção desse tipo de energia limpa. Com base na lei complementar estadual nº 81/2009, faz-se compensação tarifária entre a energia elétrica de fonte solar e a energia elétrica convencional. Regulamentando a lei complementar, foi editado o decreto estadual nº 29.993/09.

 

Portanto, o Fundo pagaria ao gerador de energia solar, uma tarifa que tornaria viável a geração dessa fonte em comparação com outras, sendo possível a venda no mercado livre de energia. É importante salientar que o Fundo não está operando.

 

Segundo a assessoria da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará para Energias Renováveis (Adece) e Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), a iniciativa é privada, mas para a construção e estabelecimento da indústria existem os apoios do governo do estado e as prefeituras municipais por meio da doação do terreno, de incentivos fiscais e em troca da qualificação da mão de obra local.

 

Horizonte

Em Horizonte, na região metropolitana de Fortaleza, já está em fase de implantação a primeira fábrica de produção de painéis e células fotovoltaicas da América do Sul, a Energia Solar Brasileira (Esbra). O empreendimento, já autorizada pela prefeitura, diretamente já gera 20 empregos, montará e produzirá as placas utilizados para captação de energia solar.

 

Dividido em três fases, a Esbra terá um investimento total será de aproximadamente R$ 73 milhões. A princípio serão aplicados cerca de R$ 25 milhões, sendo R$ 16 milhões via financiamento obtido com o Banco do Nordeste (BNB) e R$ 9 milhões provenientes de recursos próprios. A carta consulta já foi aprovada pelo instituição. Os números, contudo são divergentes. Conforme a Prefeitura Municipal de Horizonte, o investimento inicial, vindo da própria empresa está orçado em R$ 5 milhões.

 

Na primeira fase, a empresa receberá os equipamentos importados da Alemanha e Estados Unidos e será responsável apenas pela montagem das placas de captação solar. Para as micro e pequenas empresas do Ceará, também será feito um programada de incentivo ao uso de energia solar.

 

Na segunda fase, ainda sem data prevista, começarão a ser produzidas as células fotovoltaicas, utilizadas na fabricação dos painéis. Em funcionamento, a fábrica deve gerar 120 empregos diretos, além de um fundo para capacitação de mão-de-obra local. Na terceira e última fase, haverá um processo de mineração, para extração do silício, material essencial para a fabricação de lingotes, usados na produção das células.

 

Esbra

Fundada em 2009, a Esbra foi fundada pelo empresário brasileiro Nelson Estevan Seidl. Há 40 anos radicado nos Estados Unidos, ele será o responsável pelo empreendimento e captação de recursos, oriundos de capital privado e financiamentos. Para se instalar em Horizonte, tanto a administração municipal como a estadual concedem incentivos fiscais.

 

O projeto, que foi concebido pela Fundação USP e pelas empresas de consultoria Bolsinhas e Campos e Pentagonal, tem parceria com o Sebrae-CE e da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece). Prioritariamente, a Esbra foca o mercado a América Latina, mas está em conversações com o Cabo Verde.

 

Segundo Dário Rodrigues, secretário de Desenvolvimento Econômico de Horizonte, a Esbra está em processo de implementação. “A Prefeitura de Horizonte doou o terreno (de 60 mil metros quadrados) para a Esbra, mas a empresa ainda está pleiteando o financiamento junto ao banco, motivo este pelo qual o projeto não ter sido colocado em prática” explica. Ainda segundo informações do secretário, o empreendimento tem o prazo total de um ano (como limite burocrático) para ser iniciado junto a Prefeitura de Horizonte.

 

Tauá

Em Tauá, distante 345 quilômetros de Fortaleza, já está em fase de instalação a primeira usina solar comercial do País, pertencente a MPX, empresa de energia do Grupo EBX (do empresário Eike Batista). Segundo informações da Adece, hoje a empresa já gera 15 empregos diretos, com o investimento inicial orçado em R$ 10 milhões. Num área estimada de 150 hectares, o projeto está em fase de implantação, com a previsão de gerar, na primeira fase, 1 MegaWatt de energia elétrica a partir da energia solar, quantidade capaz de abastecer cerca de mil residências.

 

Fatores

Segundo informações da MPX, a escolha da cidade de Tauá, no interior do Ceará, para instalar a primeira usina solar comercial do país não foi aleatória. Segundo pesquisas, a região possui um dos menores índices de nebulosidade e precipitação chuvosa do mundo, uma das maiores concentrações de radiação solar no país e alta incidência solar.

 

A redação do Tribuna do Ceará entrou em contato com a assessoria de imprensa da MPX para obter informações atualizadas sobre o empreendimento no local, mas a empresa informou que está passando por um momento de silêncio oficial, pois “conforme acordo previamente firmado com a E.On, o período de silêncio pelo qual passa a empresa é uma exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pois a MPX é uma empresa de capital aberto com ações negociadas na bolsa” informou a assessoria.

 

Russas

 

Na cidade de Russas, a 160 quilômetros da capital, um novo projeto terá capacidade para abastecer uma cidade com cerca de 100 mil habitantes. A Empresa Brasileira de Energia e Serviços (EBE), empresa cearense que conta com sócios brasileiros em São Paulo e dos EUA, está implantando até o final do ano a Kwara Russas, autodenominado o maior parque de energia solar do país.

 

De acordo com informações da assessoria de comunicação do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), a usina solar está em fase de instalação, tem um investimento de R$ 80 milhões, somente no estágio inicial, e já emprega 30 funcionários. Com uma área de construção prevista de 50 hectares, dos 450 já doados pela Prefeitura Municipal de Russas, a instalação terá uma potência estimada de 10 megawatts (MWt).

 

De localização estratégica, o terreno fica as margens da BR 116, próximo 11 Km das subestações da Companhia Hidrelétrica do Rio São Francisco (Chesf) e da Companhia Energética do Ceará (Coelce), com boas possibilidades de lançar energia gerada.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados