Previsão do Tempo

RUSSAS

32ºC

NOTÍCIAS / CEARÁ

Nova tecnologia auxilia no combate a efeitos da seca

Óticas Diniz

Diário online

23/04/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Com sol o ano inteiro, com energia elétrica de alto custo e sem água para sequer saciar a sede do rebanho, o Ceará pode buscar na tecnologia já disponível no mercado, um caminho, a saída para minimizar o atual quadro de seca - um dos piores dos últimos 50 anos no semi árido nordestino.

Um novo modelo de eletrobomba para poços profundos de até 60 metros, movido a energia solar (fotovoltaico) pode ser mais uma ferramenta a somar no leque de ações que governos estaduais e Federal vêm prometendo implementar na região, para aplacar a sede da população e do rebanho nordestinos.

Com potência variável de um a 1,5 quilowatt (Kw) e capacidade de sucção de até três metros cúbicos ou três mil litros de água por hora, a bomba solar traz acoplada de duas a quatro placas fotovoltaicas, um conversor de corrente e 60 metros de cabo elétrico. Prático e de fácil instalação, o equipamento pode ser utilizado em qualquer área, bastando apenas a existência próxima de um poço profundo ou de algum aquífero, açude, rio, lagoa ou outro recurso hídrico.

Com um dia de dez horas de sol, garante o empresário, representante da Officine Di Trevi (OFT Pumps), Emo Ricci, a bomba puxa até 24 mil litros de água, diariamente, quantidade suficiente para suprir a demanda semanal de uma pequena comunidade, de 34 famílias, com quatro pessoas cada, considerando um consumo médio de 100 litros de água por família/dia.

Como no Ceará faz sol diariamente, a bomba pode ser usada, sem custos, todos os dias, do amanhecer ao por do sol, para abastecer caixas d´ água e também para saciar a sede do rebanho ou irrigar a plantação.

Praticidade

Ricci explica que como não precisa estar interligada à rede elétrica, - embora também possa utilizar a energia convencional e até a eólica (dos ventos), - a bomba pode facilmente ser transferida de uma área para outra, bastando apenas retirá-la e instalá-la em um outro poço profundo ou fonte de água.

"A bomba pode ser usada de forma comunitária, ou até mesmo ser transportada de um local para outro, de um poço ou açude para outro", sugere o engenheiro eletrônico, especialista em energia solar, Rômulo Callado, diante da facilidade de operação do equipamento. "Neste momento em que o governo do Estado está perfurando vários poços nos municípios mais secos, o uso da bomba solar é oportuna para alimentar as cisternas de placas ou caixas d´água de poliuretano, que o governo vem distribuindo nas comunidades do interior", destacou Ricci.

Com a bomba solar, esclarece, além do pequeno produtor rural economizar com despesas de energia elétrica, o município também economiza com o pagamento de carros pipas.

Eletricidade

Callado esclarece ainda, que, em períodos de inverno, de açudes cheios, as placas solares podem ser utilizadas para gerar energia elétricas às próprias residências ou para máquinas e demais equipamentos elétricos rurais.

"Basta transformar a corrente (elétrica) contínua em corrente alternada, o que é feito no próprio conversor solar que acompanha o conjunto de equipamentos da bomba", atesta o engenheiro eletrônico.

Ele explica que a bomba já vem sendo utilizada em algumas comunidades do Interior cearense e que pode ser acoplada a caixas d´água residencial e agroindustrial, a projetos de irrigação e até a cocheiras e bebedouros do gado.

Segundo Callado, a proposta é apresentar o equipamento a técnicos do governo do Estado e do Dnocs, para que avaliem as características, potencial e benefícios financeiros e operacionais que o equipamento pode gerar para o homem do campo.

O equipamento foi apresentado no Seminário All About Energy, (Tudo sobre Energia) realizado em Fortaleza, atraindo a atenção de pequenos empresários e de produtores rurais. "Nós testamos e aprovamos", declarou o engenheiro eletrônico, durante visita ao seminário.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados