Previsão do Tempo

RUSSAS

26ºC

NOTÍCIAS / POLÍCIA

Líder do Sindicato do Crime é preso na Praia do Icaraí

Óticas Diniz

Diário do Nordeste

12/07/2017

Enviar por e-mail
Imprimir notícia
Segundo o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, o bando potiguar estava planejando atacar instituições financeiras do Ceará ( Natinho Rodrigues )
Segundo o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, o bando potiguar estava planejando atacar instituições financeiras do Ceará ( Natinho Rodrigues )

O criminoso e três comparsas dele foram detidos durante uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos.

Um braço da facção criminosa Sindicato do Crime, criada no Rio Grande do Norte, foi desarticulado pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). O principal líder da organização que estaria tentando se instalar no Ceará e três comparsas dele foram presos em uma casa de luxo, na Praia do Icaraí, em Caucaia. Além disso, 81Kg de maconha, uma escopeta e três pistolas foram apreendidos.

Há 15 dias, a Especializada investigava os planos da quadrilha de atacar instituições financeiras, no Ceará. De acordo com o titular da DRF, delegado Raphael Vilarinho, o objetivo do Sindicato do Crime era se estabelecer no Ceará e, para isso, estava se relacionando com as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE).

Ao descobrir a utilização da casa de luxo, na Praia do Icaraí, como base do chefe da facção, Francisco Magno da Silva, 32, os policiais civis foram até a residência, no último domingo (9), acharam parte do material ilícito e efetuaram as prisões. Na residência, a Polícia apreendeu aproximadamente 30Kg de maconha, duas pistolas, sendo uma calibre 380 e a outra Ponto 40.


Além de Magno Silva, foram presos Leomar Xavier da Costa, 29, que é apontado pela Polícia como um 'braço direito' da facção; um homem que se apresentou como Lívio Luiz de Araújo Silva, 25, mas que a Polícia desconfia que esteja dando um nome falso; e Gabriel Alves Girão, 22, único cearense do grupo, que seria o responsável por 'inserir' a facção no Estado, criando ligações com os criminosos locais e distribuindo drogas.

Magno e Leomar tentaram se passar por outras pessoas, apresentando identidades falsas, mas foram reconhecidos. Segundo Raphael Vilarinho, a dupla estava foragida do Sistema Penitenciário potiguar.

Na sequência da investigação, a DRF descobriu que a facção criminosa também utilizava uma chácara, no Município de Ocara. Na propriedade, a Polícia apreendeu também uma espingarda calibre 12 e uma pistola calibre 9 mm.

Poder

Vilarinho destacou o poder que o Sindicato do Crime adquiriu no Rio Grande do Norte. A organização foi criada a partir de uma dissidência da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). "Eles têm muita força lá. Praticam ataques contra o Estado, assalto a banco. Aqui, praticaram crimes com o Comando Vermelho e GDE. Só que essas duas facções, aqui no Estado, estão em guerra. O que eles disseram é que não têm nada a ver com essa briga e que só são inimigos do PCC. O objetivo deles era estabelecer o Sindicato do Crime aqui", revelou o delgado.


Cadeia Pública de Ocara, na sexta-feira (7), onde a facção estava instalada em uma chácara; e os 370Kg de maconha apreendidos no Pirambu, em pacotes parecidos com a droga apreendida com o bando.

"Não descartamos nada. Eles estavam distribuindo droga aqui e arregimentando pessoas. Vamos realizar perícia no armamento. Pode ser que tenha relação", finalizou o delegado.

Membro da GDE, suspeito de 10 mortes, é capturado
Um membro da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) foi preso, na tarde de segunda-feira (10), no município de Pacatuba, durante a 'Operação Cavalo de Troia'. Jeferson Severo Viana, 22, é considerado um dos líderes do tráfico de drogas na região, além de ser suspeito de ter cometido, pelo menos, dez homicídios. De acordo com o delegado Francisco Cavalcante, titular da Delegacia Municipal de Guaiuba, Jeferson é suspeito de executar José Marcelo da Silva Cardoso, conhecido como 'Bodozinho', no último domingo (9).

Durante a ação, o suspeito estava em um veículo e abordou dois homens, na Rua Joaquim Dias da Cunha, localizada no Centro de Guaiuba. De imediato, Jeferson efetuou disparos contra José Marcelo, que foi lesionado e morreu ainda no local. A outra pessoa que também era alvo dos disparos não foi atingida e conseguiu escapar.

As investigações iniciais apontam que o crime foi motivado pela rivalidade entre a GDE e a facção criminosa Comando Vermelho (CV), da qual Marcelo seria membro. Conforme o delegado Cavalcante, as investigações da Polícia Civil identificaram o veículo utilizado na ação e foram até a residência, em Pacatuba, onde o carro estaria. No imóvel, Jeferson foi encontrado portando uma pistola.

O suspeito ainda tentou fugir pulando o muro de outras casas, mas foi capturado. Os policiais que participaram da ação alegam que o suspeito se desfez da arma durante a fuga. No total, foram recolhidos cerca de R$ 1.300 que estariam com ele.

Depoimento

Definido como "indivíduo altamente perigoso" pelo delegado Cavalcante, Jeferson negou ter matado José Marcelo, mas admitiu em depoimento que teria desavenças com outras pessoas e que estava arquitetando uma emboscada contra um homem identificado apenas como 'Lourin'. O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio doloso e tentativa de homicídio, e, segundo o delegado, será transferido para uma Penitenciária, ainda durante o dia de ontem.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados