Previsão do Tempo

RUSSAS

25ºC

NOTÍCIAS / ESPORTE

Gama e Brasiliense trocam acusações após brigas em campo e nas arquibancadas

Óticas Diniz

13/03/2017

Enviar por e-mail
Imprimir notícia
A polícia até tentou conter o conflito, mas a confusão se alastrou com a invasão do campo por torcedores ( Foto: Divulgação/ Twitter )
A polícia até tentou conter o conflito, mas a confusão se alastrou com a invasão do campo por torcedores ( Foto: Divulgação/ Twitter )

A partida terminou aos 40 minutos do segundo tempo, por causa de briga entre jogadores e membros da comissão técnica, que terminou por se generalizar e envolveu as torcidas dos dois times.

O confronto entre os dois primeiros colocados do Campeonato Brasiliense acabou sendo manchado por brigas dentro e fora de campo. No último domingo, o empate por 1 a 1 entre Gama e Brasiliense, no Serejão, acabou antes do encerramento do tempo regulamentar, aos 40 minutos do segundo tempo, por um briga entre jogadores e membros da comissão técnica dos dois times, que terminou por se generalizar e envolveu as torcidas dos dois times. Após o incidente, os jogadores dos clubes trocaram acusações. 

"Eles nos agrediram o jogo todo. Tudo isso é culpa deles. O Nunes foi covarde. Eles atacaram nossa comissão”, disparou o zagueiro Pedrão, do Brasiliense. O experiente atacante Reinaldo, com passagens por grandes clubes, como Flamengo e São Paulo, adotou discurso parecido ao do seu companheiro de clube. 

"Desde o primeiro tempo, eles estavam xingando todo mundo, fazendo gestos obscenos para o banco. Fiquei decepcionado com Baiano, jogador experiente, não poderia ter feito isso”, declarou.

Já jogadores do Gama reclamaram das atitudes dos adversários. "Acho lamentável o que aconteceu dentro de campo. Perdemos o controle depois da agressão covarde ao Dudu Gago. Agora é esquecer o que aconteceu. Já passou", afirmou Roberto Pitio. 

O estopim para a confusão foi uma desavença entre o atacante Nunes, do Brasiliense, e o lateral Dudu Gago, do Gama. Um lance ríspido entre eles se transformou em discussão e depois em briga generalizada, com a troca de socos e pontapés entre os dois times. 

A polícia até tentou conter o conflito, mas a confusão se alastrou com a invasão do campo por torcedores. Quando um torcedor do Gama arrancou uma faixa de uma organizada do Brasiliense, a briga ganhou contornos ainda maiores. A polícia teve trabalho para acalmar a confusão e utilizou bombas de gás lacrimogêneo, sendo que ninguém foi detido. 

O diretor de futebol do Gama, Paulo Araújo, tentou contemporizar e lamentou o incidente de violência. "Ficamos tristes, sabemos o que é trabalhar todos os dias para um clássico como esse, uma partida importante, não só para o campeonato, como para o futebol do Distrito Federal. Infelizmente, essa não é a primeira vez que isso acontece no futebol. Mas, graças à Deus, dos males, os menores. Não tivemos grandes consequências nem dentro, nem fora de campo. E espero que isso sirva de lição para os próximos jogos”, afirmou.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados