Previsão do Tempo

RUSSAS

25ºC

COLUNISTAS / CARLOS EUGÊNIO

Reforma politica: mudaram as regras e deixaram tudo do mesmo jeito

Óticas Diniz

Carlos Eugênio

16/10/2017

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Não gosto de demonizar políticos, já que a politica é a única saída democrática para solucionar os problemas que afligem a nação. No entanto, a canalha precisa amenizar suas ações hipócritas, para que não se ponha todos no mesmo saco, e se jogue no esgoto como excrementos. 
     
O que dizer de uma reforma politica que mudaram as regras do jogo para que tudo ficasse como estava? Vagabundagem ideológica, dissimulação, e a certeza de que o povo brasileiro fará o mesmo: votarão naqueles de sempre, nos que já prometeram mudar o país e se locupletaram das beneficias de um mandato. 
     
Com a patuscada do STF, proibindo doação de empresas para campanhas eleitorais, os congressistas criaram, portanto, o fundo eleitoral, com dinheiro público para financiar o pleito. 
     
Vale ressaltar que, para essa situação, só existiam dois caminhos: criar regras criteriosas regularizando o financiamento do setor privado, ou aprovar o financiamento público. Não precisa repetir o que nossos representantes escolheram, não é mesmo? O dinheiro público, gerado dos impostos pagos com o suor do trabalhador, irá financiar a campanha de muitos corruptos. 
     
Outra mudança que permanece na mesmice: as campanhas continuarão milionárias, mesmo as novas regras tendo determinado um limite. 
     
É inaceitável que um candidato a governador gaste até R$ 21 milhões; um deputado federal R$ 2,5 milhões e um deputa estadual 1 milhão. Já um candidato a presidente poderá gastar até R$ 70 milhões no 1° turno, e a metade desse valor no 2°, caso ocorra. E não se esqueçam de que a prática do Caixa 2 continuará elevando os gastos da campanha muito além dos valores determinados.
     
Mudou alguma coisa, meus caros? É óbvio que não! Muita falácia, demagogias a sobra, e findou numa reforma politica tão esdrúxula quantos os congressistas que a aprovaram. 
     
Será que em 2018, o povo terá sabedoria para escolher o trigo em meio a tantos joios? Não acredito nisso. Se depender da reforma política, os eleitores continuarão elegendo os vagabundos e os cretinos de sempre.  

Carlos Eugênio

Nasceu em Russas - CE. Graduado em Português Licenciatura Plena pela Universidade Vale do Acaraú; (UVA), Especialista em Ensino da Matemática e Física pela Faculdade Vale do Salgado (FVS). Professor, colunista do Jornal Correio de Russas e da TV Russas.

Carlos Eugênio

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados