Previsão do Tempo

RUSSAS

28ºC

COLUNISTAS / AGAMENON VIANA

Nelson Ned, o romântico Internacional

Óticas Diniz

Agamenon Viana

21/03/2017

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Nelson Ned D`Ávila Pinto, nasceu a 2 de março de 1947 em Ubá-MG. Foi cantor, compositor e escritor brasileiro e o primeiro latino-americano a vender um milhão de discos nos Estados Unidos. Chegou a cantar com grandes nomes da música romântica como Julio Iglésias.

Ainda criança, foi diagnosticado com displasia espôndilo-epifisária, que o levou a ter apenas 1,12 metro de altura na fase adulta.  Nelson começou cedo e foi premiado como cantor já aos 4 anos em uma rádio de Ubá. Depois a família foi residir em BH, onde ele aos 12 anos iniciou sua carreira ganhando espaço na TV Itacolomi. Nos anos 60 começou a gravar discos, inclusive em países da América Latina,
Europa e África, onde se tornou muito popular. Em 1970 ganhou o prêmio de melhor intérprete no I Festival da Canção Latino-Americana de Nova York, com transmissão ao vivo pelo canal 47 e foi logo contratado pela gravadora United Artists. Seu maior sucesso foi a canção "Tudo Passará", de 1969, que obteve quarenta regravações. Vendeu mais de 45 milhões de discos em toda sua carreira.

A partir de 1990 passou a cantar canções evangélicas, e conquistou um Disco de Ouro já no seu primeiro lançamento. Em 1996 lançou a biografia "O Pequeno Gigante da Canção". No livro, conta que enfrentou depressão no auge de sua carreira, passou a beber e se envolveu com drogas. Em 2003 sofreu um AVC que o levou a perder a visão do olho direito, além disso, sofria de diabetes, hipertensão e estaria desenvolvendo o mal de Alzheimer. Faleceu a 5 de janeiro de 2014, devido a complicações de um quadro de pneumonia. Moacyr Franco disse dele: "A vida inteira foi tratado por muitos como um anão de circo, e foi alvo de muitas piadas". Das regiões do Brasil, Nelson era mais respeitado no Nordeste. Fora do Brasil é que ele foi respeitado no nível que merecia. Cantou no Madison Square com Charles Aznavour. Em 1973, quebrou o recorde pertencente a Carlos Gardel numa apresentação em Bogotá. O ápice de sua carreira se deu em 16 de junho de1974 quando lotou por duas vezes o Carneggie Hall, o auditório de maior prestígio do mundo. Depois de Carmen Miranda foi o cantor brasileiro que alcançou maior sucesso popular fora do nosso país. Um de seus fãs internacionais era o escritor colombiano Gabriel Garcia Marquez, Nobel de literatura 1982, que em resposta a Chico Buarque disse, que se seus romances fossem música, queria que fosse um bolero composto por Chico e cantado por Nelson Ned.

Agamenon Viana

É poeta, escritor de contos e crônicas e membro da ACADEMIA ARACATIENSE DE LETRAS, cadeira 28. É compositor e protagonista de vários estilos musicais, os quais ele mesmo arranja e interpreta. É violonista, mas recentemente passou a usar também a viola caipira. Fez apresentações em programas de televisão em Fortaleza, na TV DIÁRIO, TVC e TV ASSEMBLÉIA, sempre divulgando suas inéditas criações e sendo um defensor da cultura popular e as tradições do sertão nordestino.


Agamenon Viana

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados