Previsão do Tempo

RUSSAS

28ºC

COLUNISTAS / AGAMENON VIANA

A Música Popular do Brasil VI

Óticas Diniz

Agamenon Viana

13/05/2016

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Nas duas primeiras décadas do século XX, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Eduardo das Neves, Catullo da Paixão Cearense, Sinhô e Pixinguinha, foram os músicos-compositores que alcançaram grande sucesso comercial.

O primitivo carnaval brasileiro era chamado de "entrudo". Havia os blocos, cordões e corsos. O Ernesto Nazareth e a Chiquinha Gonzaga compunham um tipo de música que deu origem ao choro mas, já havia a música feita especialmente para a dança carnavalesca. A moda do Brasil ia muito pelo gosto europeu, as mazurcas, polcas, valsas e quadrilhas de além mar, eram os estilos musicais ouvidos pela aristocracia. Não havia direito autoral, somente em 1917 foi criada a Sociedade Brasileira de Autores Teatrais e Chiquinha Gonzaga foi pioneira.

Ernesto Nazareth era um pianista que transitava entre o erudito e o popular. Naquele tempo, ele trabalhava em lojas de música para mostrar aos clientes que iam comprar partituras, os lançamentos das últimas composições da Europa e as daqui. Os ganhos de um músico eram bem magros. As criações de Nazareth "Odeon e Brejeiro" são famosas até hoje. "Pelo telefone" composição do Donga, foi o primeiro samba gravado em 1917 e foi muito cantado nos carnavais dos anos 20. Chiquinha Gonzaga havia composto "Ô abre alas que eu quero passar" alguns anos antes, e esta é considerada a primeira marcha rancho carnavalesca e a matriz de muitas variações que chegaram ao frevo e ao que chamam hoje de Axé Music! O tango brasileiro, que era o choro em sua primeira fase, nasceu em nosso solo já derivando do maxixe e do lundu. O lundu e o maxixe foram ritmos que deram origem a novos outros. O samba e o baião são ritmos nossos, mas tiveram seus ancestrais, o jongo e o lundu. É isso, sempre há de haver transformações. Foi ouvindo as criações de uns que outros músicos e compositores foram fazendo as mudanças que achavam necessárias em suas composições. Isso é influência e vem a confirmar o ditado: não há bom músico sem que tenha sido bom ouvinte.

No início do século XX a música popular brasileira não era classificada como de boa ou de má qualidade, era apenas a música de divertimento e se opunha à música de concerto, ou música erudita europeia. Assim, na década de 1920 é que surgem as primeiras distinções entre a música popular comercial feita atingir um público extenso ou a massa, e uma música popular artística apreciada por público restrito com dispositivos de apreciação mais racionalizados.
Para ouvir o primeiro samba gravado acesse https://www.youtube.com/watch?v=1ojqqtWNPSs

Agamenon Viana

É poeta, escritor de contos e crônicas e membro da ACADEMIA ARACATIENSE DE LETRAS, cadeira 28. É compositor e protagonista de vários estilos musicais, os quais ele mesmo arranja e interpreta. É violonista, mas recentemente passou a usar também a viola caipira. Fez apresentações em programas de televisão em Fortaleza, na TV DIÁRIO, TVC e TV ASSEMBLÉIA, sempre divulgando suas inéditas criações e sendo um defensor da cultura popular e as tradições do sertão nordestino.


Agamenon Viana

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados