Previsão do Tempo

RUSSAS

25ºC

COLUNISTAS / CARLOS EUGÊNIO

Mais uma medida paliativa

Óticas Diniz

Carlos Eugênio

21/11/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

A educação pública,no Brasil, nunca foi levada a sério. Isso porque jamais se olhou essa questão como uma prioridade de governo. Os governantes têm trilhado, ao longo da história, o caminho da desfaçatez,quando se trata de educação pública de qualidade para todos. As politicas educacionais são geralmente providas de medidas paliativas, que muito pouco acrescentao quadro caótico do ensino público brasileiro.As gestões - sejam da esfera municipal, estadual ou federal - põem em prática medidas demagógicasque têm o nítido propósitode ludibriar a ingenuidade do povo.

O programa: Quero ser Cientista, Quero ser Professor, é mais uma medida paliativa, tendo em vista que sua real finalidade é aumentar o número de docentes nas disciplinas de matemática, física, química e biologia. A princípio, não seria nenhum problema a implantação de um politica de incentivo a entrada de novos profissionais no magistério. Desde que essas ações fossem de encontro aos verdadeiros motivos que levam o magistério a ser tão rejeitado entre as entre as outras profissões.O que realmente afastar os jovens a cobiçar cursos de licenciatura são os baixos salários e a desvalorização do professor perante a sociedade.

Quero ser Cientista, Quero ser professor - programa que será implantado pelo Ministério da Educação (MEC) - consiste em mais uma estratégia equivocada da politica educacional do nosso país. A bolsa despertará o real interesse pelas disciplinascom carência de docentes ou pela ajuda financeira? Onde fica o desenvolvimento do educando centrado no prazer da descoberta? Questionamentos que deveriam ser levados em consideração, e pensados por aqueles que regem os desígnios da educação no Brasil.  

Mas será que o governo acredita que vai mudar o quadro de carência de professores, ofertando uma bolsa de R$ 150,00, para alunos do ensino médio, como forma de incentivos a seguirem o magistério? Essa propostanão passa de uma tentativa de mudar o foco dos reais problemas que afligem e educação brasileira.A iniciativa está distante de ser solução da defasagem de professores em todo o país. Em substituição a bolsa, por que não prover as escolas públicas de laboratórios e atividades que venham estimular o aprofundamento nos estudos das ciências? Atitude que semearia a sede do saber.

O sistema educacionalde ensino precisa abrir mentes e, fazer o educando pensar. Caso contrário, não está cumprindo seu papel social. Mas será que os gestores públicos querem um povo consciente? Obviamente que não! As autoridades não têm interesseem formar um povo culto. Torna-se mais cômodo, alimentar uma sociedade inculta. Dessa forma, podem manter-se no poder, ludibriando a ignorância popular.

O Brasil trata seus professores com descaso.Escolas sucateadas, baixos salários, docentes desmotivados e uma sociedade inócua. Comparandoa outras profissões, com o mesmo tempo de formação acadêmica, o magistério é a que apresenta os mais baixos salários do país.

Não existe valorização sem passar pela melhoria salarial. Não existe qualidade de ensino sem condições de trabalho e qualificação profissional. O gestor que tiver a pretensão de mudar o quadro, de mediocridade ampla e restrita - na educação brasileira - não pode fugir a esses desafios. Fora desse contexto, tudo que for anunciado, não passade demagogia. Ea educação pública permaneceráfuncionando apenas nas propagandas. Um faz de conta que caminha a passos lentos, rumo a um horizonte turvo e um futuro incerto.


Carlos Eugênio

Nasceu em Russas - CE. Graduado em Português Licenciatura Plena pela Universidade Vale do Acaraú; (UVA), Especialista em Ensino da Matemática e Física pela Faculdade Vale do Salgado (FVS). Professor, colunista do Jornal Correio de Russas e da TV Russas.

Carlos Eugênio

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados