Previsão do Tempo

RUSSAS

23ºC

COLUNISTAS / HILDEBERTO AQUINO

MENORES, CRIMES MAIORES!

Óticas Diniz

Hildeberto Aquino

26/04/2013

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

Enquanto parte da sociedade faz crítica à redução de idade para criminalizar jovens delinquentes, sob as mais variadas e por vezes desconexas argumentações, por outro lado negligencia sobre crimes maiores - talvez a origem de toda a degradação do ser humano em formação - que é o desleixo crônico, criminoso e devastador das nossas autoridades com relação a todos os menores, sem distinção. (Autoridade pressupõe direito, poder, a prerrogativa de dar ordens, de tomar decisões e no estrito benefício do POVO que a constitui e mantém.) É..., nós os mantemos e eles são apenas servidores/funcionários PÚBLICOS que deveriam estar a serviço da sociedade, mas que nem sempre estão. O que mais vemos, raríssimas exceções, é justamente uma corja de relapsos qualificados que alçados ao poder pelo povo e a dilapidar o patrimônio público via corrupção (quaisquer dos tipos) e que ainda seguem impunidos.

 

Vejamos o drama da maioria das ESCOLAS PÚBLICAS do Brasil – merenda escolar, transporte, instalações etc. A merenda escolar não pode ser um banquete, mas deve, imperiosamente, conter o essencial ao desenvolvimento dos alimentados, muitos dos quais que frequentam o colégio apenas para terem essa refeição, talvez a única do dia. Já vimos de tudo. Apenas galinha, no outro dia galinha e a semana inteira galinha e de granja, eivada de hormônios, mas que a vigilância sanitária pública não apura, fecha os olhos. Afora outros tipos de alimentos servidos que não atendem condições mínimas de higiene, além de inadequação de armazenagem etc., e que estão presentes e são servidos na merenda escolar. Ademais, pressupõe-se licitações, e das mais rigorosas, o que nem sempre se observa e em alguns casos prevalecem apenas critérios politiqueiros, que só locupletam os licitados. Isto sem considerar as escolas que fecham por falta de merenda; talvez a melhor opção pelo estado caótico em que se encontram.

 

No item transportes, outra calamidade. Desde a condução de alunos e professores em caminhões adaptados – o que a lei proíbe, mas que negligentemente fecha os olhos – ainda testemunhamos a precariedade funcional dos ônibus escolares, muitos dos quais faltam de freio a motorista habilitado e preparado. Isto quando não se constata a superlotação criminosa desses veículos expondo a risco de morte os que deles forçosamente utilizam.

 

Das instalações de escolas quase todos os dias a imprensa mostra os absurdos. Água poluída, sem ventilação adequada e estrutura física fragilizada. Faltam até cadeiras para estudantes e professores. Professores que hoje também são vítimas de falta assistência, de perseguições políticas, da falta de união da classe e de violência que grassa o País.

 

Esses são os maiores e verdadeiros crimes contra as crianças e adolescentes aos quais fechamos os olhos enquanto formamos marginais de toda a espécie. Onde estão as autoridades – Justiça, Promotoria, GGU, além de outros órgãos - que não se demonstram rigorosamente vigilantes no combate a esse atentado contra a sociedade, em especial contra crianças e adolescentes? Onde se encontram? Por que não tornam público os nomes dos responsáveis e por vezes corruptos que desviam os recursos que têm fins específicos e não se lhes impingem o castigo merecido?

 

Palhaços nos fazemos enquanto calamos e ainda votamos nessa cambada de relapsos, muitos dos quais atingem popularidades explicáveis somente por decorrência do nosso alheamento no exercício da nossa cidadania. Méritos reais, é que não!

Hildeberto Aquino

Nascido em Crato (CE). Formação: Língua Portuguesa e pós-graduado em Gestão Escolar. Ex-funcionário do Banco do Brasil, 1972/1997, assumiu em Russas em 1982. Corretor de Imóveis. Articulista (crônicas e poesias). Meu lema: "Indigne-se por você e por todos contra as injustiças, quais forem. Clame, exija, exerça a sua cidadania e não seja mais um abmudo!" José HILDEBERTO Jamacaru de AQUINO

Hildeberto Aquino

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados