Previsão do Tempo

RUSSAS

28ºC

COLUNISTAS / HILDEBERTO AQUINO

Mensalões

Óticas Diniz

Hildeberto Aquino

05/11/2012

Enviar por e-mail
Imprimir notícia

República - Forma de organização política em que o governo é exercido durante tempo limitado por um ou mais indivíduos eleitos pelo povo e investidos de responsabilidades conforme a função que cumpram nos poderes - Executivo e Legislativo. O Executivo elabora o orçamento, administra e executa obras. Já o Legislativo analisa o orçamento, legisla e tem como função primordial fiscalizar o Executivo, como também a si próprio. A equivalência de grandeza, representatividade, força e em especial a faculdade de ação com liberdade e sem vínculos de perniciosa submissão entre os poderes é que seria a forma ideal de governo. Afora isso caracteriza um regime anárquico.

 

Mensalão - É o esquema de pagamento de quantias efetuado mensalmente (de uma só vez ou com outra periodicidade) a deputados, vereadores para mudarem de partido ou para votarem a favor de projetos de interesse do poder Executivo. A moeda varia de dinheiro em espécie a cargos, favores etc. E os conchavos e aliciamentos já se montam, por vezes abertamente, antes mesmo das diplomações e posses. É a maneira fraudulenta,  desleal, politiqueira de se impor a qualquer custo sobre o pressuposto de governabilidade. É o desrespeitar mais grave da República ao se perverter um dos poderes e ocasião na qual surgem corruptores e corrompidos, ambos danosos ao processo democrático. É o subjugar vergonhoso do poder corrompido – alguns ou todos os membros que, sem escrúpulos, vendem o mandato outorgado pelo povo que diz representar, descaracterizando-o e desmoralizando-o por completo. Doravante os eleitos que se vendem passam a ser fantoches - os que são manipulados pelos outros. E mais grave é que é feito às claras, sem desmentidos e noticiados na imprensa. Enquanto a Justiça na sua alta corte - o STJ - tenta expurgar esses que assim agem, ficamos sabendo da continuidade dessa prática em quase todo território nacional. O eleitor, o honesto, fica com a cara de palhaço. De princípio o eleitor, o consciente, vota no candidato ou partido que presumidamente tem um ideário, um projeto a desempenhar, uma forma de pensar e cujas proposições venham ao encontro dos seus anseios. Eis que por esperteza, segundas intenções, forma promíscua de um dos poderes se impor, dá-se a COMPRA sem escrúpulos. E isso é histórico em nosso país. Entendemos que caberia, de pronto, interferência do partido e da Justiça – TSE/TRE - objetivando coibir a prática com as consequentes penalidades, já que por analogia é condenável a “Infidelidade Partidária”, afora as situações permitidas em lei.


Mas, a culpa seria exclusiva dos políticos, os que corrompem e os corrompidos?  E o que dizer de alguns eleitores, os inconscientes – aqueles que VENDERAM o voto a troco de migalhas, esmolas – será que terão algum argumento, alguma força, alguma dignidade para criticar o candidato para o qual vendeu o voto e esse também se corrompeu logo após as eleições? Não, não têm mesmo! Já os que, conscientemente, analisaram a vida pregressa, as propostas e acreditaram que aquele candidato poderia ser o defensor das comunidades carentes, da coletividade, mas ainda assim foram traídos, resta a desilusão, mas que não se percam a esperança. Um dia haverá de se tomar consciência e mudar este País.


Aos compradores e aos vendidos – corruptores e corrompidos - de todas as formas e a qualquer preço, o nosso repúdio e que os eleitores não os esqueça, alijando-os do processo político em nova oportunidade, posto que não dignos do seu ato cidadão, ou seja, do VOTO LIVRE E CONSCIENTE!


José HILDEBERTO Jamacaru de AQUINO
hildebertoaquino@yahoo.com.br
(Encontrem o texto também nos endereços:  http://blogdoaquino.blogspot.com/ e no jornal a Folha do Vale.)



"Indigne-se por você e por todos contra as injustiças, quais forem! Clame, exija, exerça a sua cidadania e não seja mais um ABMUDO. "
(José Hildeberto Jamacaru de AQUINO)
Visitem o Blog:  http://blogdoaquino.blogspot.com/

Hildeberto Aquino

Nascido em Crato (CE). Formação: Língua Portuguesa e pós-graduado em Gestão Escolar. Ex-funcionário do Banco do Brasil, 1972/1997, assumiu em Russas em 1982. Corretor de Imóveis. Articulista (crônicas e poesias). Meu lema: "Indigne-se por você e por todos contra as injustiças, quais forem. Clame, exija, exerça a sua cidadania e não seja mais um abmudo!" José HILDEBERTO Jamacaru de AQUINO

Hildeberto Aquino

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da TV RUSSAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. TV RUSSAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
PUBLICIDADE | ANUNCIE

VITRINE

REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • Twitter
  • Soundcloud
  • Youtube

©2009 - 2017 TV Russas - Conectando você à informação

www.tvrussas.com.br - Todos os direitos reservados